Notícias

Alunos do ViraVida se mobilizam contra o abuso e exploração sexual

Quarta-feira, 31 de maio de 2017

Conscientização e ação. Foi assim que, durante o mês de maio, o ViraVida envolveu seus alunos e a comunidade no combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes. O programa é uma iniciativa do Serviço Social da Indústria (Sesi) que transforma as vidas de meninos e meninas, dos 15 aos 22 anos, em situação de vulnerabilidade social.

No último dia 18, na Avenida Siqueira Campos, no bairro do Trapiche, os alunos distribuíram panfletos para conscientizar condutores e pedestres sobre a importância de denunciar os casos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes, por meio do Disque 100.  Alguns jovens se tornaram “panfletos ambulantes” com o propósito de chamar mais atenção da comunidade alagoana para a causa.

“Ações como essas são fundamentais, pois visam sensibilizar não apenas os nossos alunos, mas toda a sociedade, já que a melhor arma contra a violência sexual é a informação que leva à denúncia”, afirmou a psicóloga do ViraVida, Michelane Rocha Souto. “O silêncio da sociedade perante o abuso sexual contra crianças e adolescentes deve ser quebrado e esta ação serve como um alerta”, acrescentou a assistente social Mônica Paiva.

A coordenadora do ViraVida em Alagoas, Adriana Barreto Gomes, explica que o programa ViraVida participa da rede de enfrentamento ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes desde 2012. E que, ao longo dos anos, vem ampliando o perfil de atendimento e as parcerias com os órgãos públicos e privados para diversificar os cursos de qualificação profissional e de autogestão, além da inserção socioprodutiva de jovens e adolescentes.

“No ViraVida, ocupamos o tempo ocioso desses jovens, promovemos o desenvolvimento humano e a inserção no mercado de trabalho, conseguindo diminuir os números da violência e de homicídios nesse público do nosso Estado. Desta forma, o ViraVida é um grande parceiro do Estado”, conclui.

Outras ações – Os alunos do programa participaram ainda, de reunião do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador de Alagoas (Fetipat/AL), cuja iniciativa foi coordenada pelo Ministério Público Estadual.

Foram, ainda, a sessão plenária da Câmara de Vereadores de Maceió apresentando o Programa ViraVida para a sociedade civil e participaram do Seminário Alagoano de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual promovido pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev). Também foram desenvolvidas palestras sobre sexualidade e temas como prevenção à gravidez na adolescência e às doenças sexualmente transmissíveis.

 

Compartilhe: