Notícias

Escola Sesi/Senai confirma vanguarda na implantação da nova base do ensino médio

Quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Alagoas é um dos cinco regionais escolhidos pelos Departamentos Nacionais do Sesi e do Senai para o projeto-piloto de implantação do novo modelo curricular do ensino médio

Quando as aulas começarem, na próxima semana, os estudantes da Escola Sesi/Senai de Maceió, localizada no bairro do Benedito Bentes, em Maceió, também iniciarão uma nova experiência na relação entre ensino e aprendizagem, graças a uma iniciativa pioneira no País.

Alagoas é um dos cinco regionais escolhidos pelos Departamentos Nacionais do Sesi e do Senai para o projeto-piloto de implantação do novo modelo curricular do ensino médio. A ideia é aperfeiçoar a união da excelência da educação básica do Serviço Social da Indústria com a educação profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.

“Estamos nos antecipando a todas as mudanças propostas pelo Ministério da Educação (MEC). Esses cinco estados contemplados sairão na frente, trazendo um ensino significativo de vanguarda”, explica a gerente executiva de Educação do Sesi/AL, Cristina Suruagy.

Ela conta ainda que o currículo foi modernizado, por meio de estudos, e que as aulas na Escola Sesi/Senai de Maceió já terão esse formato na turma do projeto-piloto (ensino médio mais curso técnico de Eletrotécnica), com uma adaptação mais sutil em todas as outras turmas.

Para isso, os professores participam, até esta sexta-feira, 26, do Seminário de Atualização Docente com um dos mais renomados educadores do Brasil, o professor Genuíno Bordignon, que já atuou como consultor do MEC, responsável por obras como o “Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares” e “Gestão Democrática da Escola Cidadã”.

Durante o treinamento, ele afirma que o objetivo é estimular os professores a desafiar os alunos para que assumam a responsabilidade pela própria aprendizagem, não sendo “meros receptores de aprendizado”. Citando Paulo Freire, ele revela que a reformulação visa à educação como práxis de compreender o mundo para transformá-lo.

“É um projeto do ensino médio integrado com a educação profissional que se assenta numa nova concepção de currículo, de processo pedagógico. Uma concepção que, em primeiro lugar, situa o conhecimento como um meio e não como um fim. Aprender para quê? Para desenvolver competências, desenvolver cidadania, não circular o conhecimento como um mero fim em si mesmo, mas, sim, como um processo da construção de um projeto de vida, de sociedade e de transformação”, disse.

TRANSFORMAÇÃO

O projeto-piloto do Sesi e do Senai se fundamenta na lei que regulamenta o Novo Ensino Médio (nº 13.415/2017). Os estudantes que participarem da experiência, nos cinco estados escolhidos para o piloto, passarão por um itinerário de formação técnica e profissional direcionado ao segmento de energia, com habilitação em Eletrotécnica.

A iniciativa já foi apresentada ao Ministério da Educação e ao Conselho Nacional de Educação em novembro último.

Compartilhe: