Notícias

Escolas Sesi/Senai dominam o pódio no Torneio FLL de Robótica

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Equipes de Alagoas fizeram dobradinha no Torneio de Robótica FLL, disputado em Salvador

As equipes foram renovadas, mas, no final, a “camisa pesou” e as escolas Sesi/Senai de Alagoas, mais uma vez, brilharam fora do Estado em uma competição de robótica. As equipes Robocamb, da Escola Sesi Industrial Abelardo Lopes (Cambona) e Robomac, da Escola Sesi/Senai de Maceió (Benedito Bentes) fizeram dobradinha e conquistaram, respectivamente, o 1º e 3º lugar no Torneio de Robótica FLL, disputado nesse fim de semana, em Salvador-BA.

Os alagoanos se destacaram entre 40 equipes, somando mais de 300 competidores, de escolas públicas, particulares e equipes de garagem, de seis estados – além de Alagoas, Paraíba, Pernambuco, Maranhão, Sergipe e Bahia. Das seis vagas para a etapa nacional do Torneio FLL, que este ano será realizado em Curitiba-PR, de 16 a 18 de março, duas ficaram com as escolas Sesi/Senai de Maceió.

Durante o torneio, as equipes foram desafiadas a solucionar problemáticas relacionadas à água, acumulando aprendizado e diversão. “Não perdemos o lugar. Equipes novas e se destacando fortemente. Puro orgulho dessas equipes, dos nossos professores, das nossas escolas... Vale muito ser aluno Sesi/Senai”, comemorou a gerente executiva de Educação do Sesi/AL, Cristina Suruagy.

Para desenvolver os projetos, os times contaram com total apoio da equipe pedagógica, pois dos 14 competidores, apenas três tinham experiência em torneios de robótica. Os demais eram competidores de primeira viagem.

“Tivemos o engajamento dos professores da Rede Sesi/Senai, em diversas disciplinas, para deixar os trabalhos bem embasados. Nossa meta, agora, é trabalhar para, no nacional, nos classificarmos para a etapa internacional e repetir o feito do ano passado, quando trouxemos uma medalha da Dinamarca”, disse professor de Robótica, Eduardo Monteiro Cerqueira.

Os estudantes tiveram uma experiência inesquecível. “O torneio foi além das minhas expectativas, enquanto aluna. Tive oportunidades inesquecíveis, conquistas marcantes e aprendizados importantes. Tive a experiência do real significado de trabalho em equipe”, afirmou Lívia Karine (Robomac), que faz o 2° ano do ensino médio e o curso técnico em Informática para Internet na Escola Sesi/Senai de Maceió.

Além do trabalho em equipe, a preparação para o Torneio FLL, os estudantes montam um projeto de pesquisa, usam a matemática na programação e construção do robô e aprendem valores essenciais para o futuro.

“A experiência me beneficiou de várias formas, tanto na vida pessoal como intelectual, pois ensina o gracious professionalism, que forma um profissional gracioso, que compartilha suas ideias e sabe acatar opiniões diferentes. E um dos pontos mais incríveis que aprendi foi a ter humildade”, destacou Leonardo Rafael (Robocamb), do 1º ano do ensino médio da Escola Sesi Industrial Abelardo Lopes.

Luiz Felipe (Robocamb), do 1º ano do ensino médio da Escola Sesi Industrial Abelardo Lopes, encarava a competição apenas como um torneio de robótica onde conquistaria um certificado, um prêmio e um pódio. Já na preparação, incorporou o espírito do Torneio FLL.  “Ao longo do tempo eu vi que as experiências dos outros iam me enriquecendo e que o pódio não era somente o meu objetivo e, sim, aprender mais. Eu vi que era algo mais, algo encantador”, afirmou.

A competição

Criado em 1998 pela First® em parceria com o Grupo Lego, o torneio propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia de forma divertida, por meio da construção e programação de robôs feitos inteiramente com peças da tecnologia Lego® Mindstorm®. No Brasil, o Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi) é responsável pela operação oficial da First® Lego® League.

Compartilhe: